quinta-feira, 15 de abril de 2010

Formação da Europa Feudal


Idade Média
Corresponde ao período da queda do Império Romano até a queda do Império Bizantino.
É conhecida também como Idade das Trevas.
Foi uma época de profundas dificuldades e insegurança para a Europa Ocidental. Foi um período de preparações e estímulo no silêncio dos conventos das ordens religiosas, que contribuíram para a exploração mais tarde, da cultura e do conhecimento.
Este período foi um elo de ligação entre a antiguidade clássica e a Europa moderna, na época de formação das nacionalidades e das línguas do Velho continente.

Feudalismo
Foi um modo de organização social e político baseado nas relações servis.
Começa quando os bárbaros invadem o império romano no Século V.
Tinha como principal característica:
• Poder descentralizado;
• Economia baseada na agricultura
• Trabalho realizado por servos.

Política
A base era a relação de vassalagem e suserania. O Suserano dava ao servo um lote de terra e este lhe prestava juramento de fidelidade e trabalho, em troca de proteção e um lugar no sistema de produção.

Sociedade
Tinha pouca mobilidade e era hierarquizada.
A Nobreza Feudal era que administrava a terra, recolhiam impostos dos camponeses.
O Clero era responsável pela proteção espiritual da sociedade, além disso, recolhiam o Dízimo e não precisavam pagar impostos.
Os servos e pequenos artesãos vinham depois, estes tinham que pagar várias taxas e tributos aos senhores feudais.

Servos X Nobres
A vida dos nobres era confortável, quando não estavam em combate. Já os servos levavam uma vida penosa. Trabalhavam todos os dias, sem descanso. Suas roupas eram rústicas, as mãos calejadas. Moravam em cabanas feitas de madeira e cobertas com palha que mal os protegia.
A comida nem sempre era garantida e a maioria das crianças, morriam antes da adolescência.
Os servos não se revoltavam por que recebiam proteção do senhor feudal e temiam punição da igreja.
Mas, houve algumas revoltas que a igreja chamou de heresias, que era um crime contra a fé. O herege era considerado um servidor de satanás.

Economia
Baseada praticamente na agricultura (sistema rural), as moedas que nesta época eram pouco utilizadas, pois estes povos comerciavam através do escambo. A base econômica desse sistema era o Feudo, pois quem possuía mais terra tinha mais poder. Também produziam artesanato.
O Feudo era dividido:
• Manso Senhorial (domínio)
• Manso servil (arrendada aos servos)
• Manso Comunal (terra comum de todos)
Era constituído por: castelo, igreja ou capela, áreas de cultivo, vila camponesa, estábulo, moinho, celeiro, bosque, etc.
A riqueza não era o dinheiro e sim a terra, que era um grande latifúndio.
A vida humana na Europa não teria sido possível sem o trabalho dos camponeses servos, que não recebiam salários e investiam 100% em equipamentos, sementes e plantio.

Religião
O cenário era dominado pela Igreja Católica, ela influenciava no modo de pensar e nas formas de comportamento neste período. Apresentavam grande poder econômico, pois possuíam terras e até servos que trabalhavam para eles.
Aos poucos o Cristianismo chegou a Roma e se espalhou por todo o império, até se tornar religião oficial. A religião proporcionou aos europeus a sensação que pertenciam a uma mesma família, comunidade e civilização.
Na Europa Medieval quase todos eram analfabetos. Geralmente só os padres e monges sabiam ler e escrever. A igreja era dona da maioria dos livros que existiam. As poucas escolas que existiam eram da igreja, e os professores eram os padres e os monges.
O idioma oficial era o latim. O alfabeto também continuava sendo latino. A igreja se organizou parecida com o Estado romano. O papel do Papa seria o de imperador da Igreja Católica.

Educação, arte e cultura.
A educação era para poucos, somente os filhos dos ricos podiam estudar, era influenciada pela igreja que ensinava o latim, aulas de religião e táticas de guerra. Grande parte da população em geral não tinha acesso aos livros, isso explica porque o analfabetismo era tão grande.
Ao longo dos anos o povo de cada região da Europa foi criando sua própria língua, foi daí que surgiram os latinos (francês, espanhol, português e o italiano).
E em outros lugares, os idiomas foram influenciados pelas línguas dos bárbaros germânicos (alemão, inglês, holandês, sueco, dinamarquês).
A igreja teve um papel cultural decisivo. Conseguiu conservar livros de Filosofia, Literatura e Ciência dos gregos e romanos.
A arte, era marcada pela religiosidade da época, que retratavam passagens bíblicas e ensinamentos religiosos. Podemos dar destaque aos vitrais e as pinturas, era uma forma de ensinar a doutrina religiosa para a população.
Então, podemos dizer que, cultura e arte tiveram a influência da Igreja, na arquitetura podemos destacar construções como castelos, igrejas e catedrais.

Guerras
Era uma forma de obter poder. Os senhores feudais se envolviam em guerras para aumentar suas terras e com isso aumentar seu poder. Os cavaleiros eram a base do exército medieval, eles eram famosos por sua coragem e lealdade aos nobres que moravam em castelos fortificados projetados para moradia e sistema de proteção.

2 comentários:

patili disse...

muito legal

Anônimo disse...

adorei essa materia , li e gostei muito